segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Vivamos

Já aprendemos isto, não foi? Já dissemos "até amanhã", sem que houvesse o amanhã para um de nós. Já imaginámos que teríamos mais um dia, mais uma semana, um mês ou um ano, sem que tal chegasse a haver.
Viver implica muito mais que amar, rir, que pensar que cada dia possa ser o último. Viver, viver verdadeiramente, é nem sequer imaginar que aquele possa ser o nosso último dia. É nem sequer nos lembrarmos que possa não haver uma outra noite, que possa não haver um outro amor, uma outra gargalhada. Viver é rodearmo-nos de amigos e rir até doer a barriga, comer e beber, sentir tudo com toda a intensidade. Viver é bom e viver é lindo, mas viver e sentir, pode ser uma terrível maldição. Viver e saber o que se perdeu, não conseguir, não poder esquecer, pode ser uma das dores maiores que um pode ter.
Já aprendemos muito, não foi?
Continuemos a aprender. A querer. A desejar. A sonhar. A amar. A rir. A comer e beber, com os amigos, com a família. Continuemos a ser quem somos, não importa quem, nem o quê.

4 comentários:

  1. nao podia estar mais de acordo contigo!!
    este texto trouxe me enormer recordaçoes!!
    bjos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que essas recordações tenham sido boas.

      Beijinho

      Eliminar
    2. como tdo na vida ha boas recordaçoes e mas recordaçoes...
      mas na maioria foram boas recordaçoes ... manteve me um bom momento com um sorriso nos labios
      bjos :)

      Eliminar